Ciranda Poética – “O meu Jardim Secreto” – Participantes

 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

O meu jardim…secreto ?
 
 

Algures na minha memoria

Ergui o meu jardim secreto

Jardim dos sonhos

Onde a realidade se tornava discreta

Quase invisível pois desconhecida…

Aqueles foram tempos

De sublimes momentos

Ressentidos como únicos lugares d’existência…

 Lembranças da infância

Suaves como seda

Ricas como a terra

Límpidas como a água

Momentos que agem

como mata borrão das desgraças …

 

Pureza dos pensamentos

Mundo da imaginação

Margens da inconsciência…

 

Época magica em memoria

vivia-se o tempo sem contratempos…

 Porque para mim,  viver

Não é uma questão de tempo

Unicamente de momentos…

 

©Moi-Même
 
 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

 

O meu Jardim Secreto
 

O meu jardim de sonho

Está povoado de amigos e amores

Lindas flores depositadas na minha mão

Em pequeninas sementes de coração

Que a curiosidade me levou a cuidar

E assistir ao seu desabrochar

Eis que surgiram lindas flores

De todas as cores

Com os mais diversos odores

Colhi carinho e ternura

Amizade pura

Juntei-as todas

Formei o mais belo jardim

E agora passo meus dias assim…

Qual borboleta de flor em flor

Distribuindo sementinhas de amor. 

♣ Ąηηα ♣

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

O meu jardim secreto

 

Pela resplandecente madrugada

Eu me embrenho

Nos jardins secretos da minha alma

Onde colho bouquets de estrelas

Amarrados por brilhantes raios de luar

Passeio por trilhos de emoção,

Paro … e começo a ouvir o eco

Da inquietante voz do silencio

Que traz até mim fragmentos

De um poema de amor e dor

Um poema que eu quero

Apagar e voltar a escrever

Sem reticencias …

Sem pontos de interrogação

Apenas com letras

Do alfabeto do coração,

Com caneta de tinta transparente

Sobre a água do lago de nenúfares

Mesmo ao fundo do jardim secreto

Em que repousa a minha alma

 

Liz

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

O Soneto Ébrio
– pela Luz, das Flores

Às vezes, ao cheirar as rosas
neste canteiro, sinto uma doce dança
dos corpos ao meu lado, pela fragrância
intensa de pungência candorosa

do sol talvez, por sobre minha mente
ou ainda da imensa distancia
d’agua jorrando límpida da fonte
tornando-se um prisma de cores, que encanta!

Neste enleio o qual, deixa-me ébrio
Vejo a beleza deste canteiro, belo
perfumado em rosas cintilantes, maviosas

Posto o bailar das flores candorosas
junto as cores d’agua, primorosa
é esta visão, como o brilhar de estrelas no universo.

Aqui o Link para ver no Recanto.

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado
crédito ao autor original (Cite o nome do autor "Tassio Bruno F. Silva"
e o seu Pseudonimo "O Presbitero" junto ao link para o email "darkest_lost@hotmail.com").
Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

 
PERFEIÇÃO DE LAÇOS
 
 
 
Sentir o cheiro do mar,
Naquelas noites de luar,
Num banho de céu estrelado.
Areia na planta dos pés,
Que vão e voltam com as marés,
Sintonia de um abraço apertado.
 
Sentir a brisa na face,
Sol e Lua em enlace,
Cúmplices que a natureza afaga.
E do mar que dorme na areia,
Fala apenas a Lua Cheia,
De um amor que o tempo não apaga
 
Almas sem corpo ou voz,
Perdidas em todos nós,
Néctar do firmamento.
Histórias que a história não fala,
Histórias que o coração cala,
Receoso do desalento.
 
Sentir a brisa no jardim em flor,
Plantado de Margaridas de amor,
Num quadro de um pintor louco.
Sentir que num momento fugaz,
Somos banhados de paz,
Numa entrega…pouco a pouco.
 
São Jardins Secretos
Em espaços perfeitos
De vidas em flor.
Rosas, Lírios ou Jasmim,
Que vão do branco ao carmim,
Na mais perfeita história de amor.
 
 
 
Maria Leão
08/03/2010
 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

 

Jardim secreto

 

No coração da vida,

Lá se encontra um jardim secreto,

É o meu deslumbramento num recanto fechado

um lugar  da beleza escondida.

Mas o tempo passado,

É sempre bem empregado,

Cada planta que nasce será sempre enriquecida.

 

Meu jardim secreto,

Te dou ao sol e a lua eles te conhecem ao pormenor,

És filho de um só tempo numa linda história de amor.

És a historia que me limita,

Onde me segue o tempo por  dentro e fora

És flor no coração da vida

No tempo que sou agora.

 

Um jardim abandonado não é…

Senão mais que espinhos.

Tu… meu jardim secreto

Minha fonte pessoal e reservada,

Onde eu estou a vontade para expandir a liberdade,

E onde me posso abrigar da tempestade.

 

Meu jardim secreto e reservado,

Tu tens frescura e encanto do paraíso.

Tens perfume raro e delicado…

Onde me posso perfumar

E deixando e noite me embalar devagar.

 

Fecho meus olhos neste coração da vida

Onde se encontra o meu jardim secreto

Num tempo que me segue por dentro e fora,

És filho de um só tempo

Onde  guardo a nossa historia.

 

 

11-03-2010

11h36m

Autoria…Elsa.M

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

O meu jardim secreto

Muro alto com tranca no portão

Esconde o meu jardim secreto.

Cultivado dentro do coração,

Protegido de olhares indiscretos.

 

Seu primeiro jardineiro foi o amor

Que o cultivou e o deixou muito florido.

O jardineiro logo partiu, levou do jardim o seu vigor.

Murcharam as flores, pela tristeza foi invadido.

 

Sem perfume e sem cor

Sem lirios, dálias e jasmins.

Sem ser cultivado pelo amor,

Ficou feio e sem vida o meu jardim.

 

Dos ramos sem vida pendiam secas flores.

Dos pássaros não se ouvia mais o alegre canto.

Em busca de outros jardins foram-se os beija-flores.

Só a chuva de prantos que em profusão caia em cântaros.

 

Passou o tempo secou o pranto.

Refiz o meu jardim, plantei mudas de esperança.

Nele floreceu amores-perfeitos como por encanto.

No meu jardim secreto, eu voltei a ser criança…

 

Rosangela

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

No meu jardim secreto

 

No meu jardim secreto

Nascem flores

De muitas cores,

Nascem orquídeas,

Nascem rosas…

Nascem poesias,

Nascem prosas.

 

No meu jardim secreto

Cantam os passarinhos,

No aconchego dos seus ninhos,

Canções de saudade,

Canções de amor…

Cantam para alegrar a tristeza,

Cantam para adormecer a dor!…

 

No meu jardim secreto

Planto sonhos e fantasias…

Colho tristezas e alegrias.

Passeio entre canteiros de momentos,

Respiro o aroma

Dos mais variados sentimentos.

 

No meu jardim secreto,

Onde eu vivo a sonhar…

Há alguém que nunca partiu,

Há alguém que um dia vai voltar!…

 

Dina Rodrigues

 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

O Meu Jardim Secreto

  

É o meu avesso.

Nele não há pedra de tropeço

Jardim retido por dentro, no entanto

Eu o sinto tão liberto!

É meu lugar pra descansar após a lida

Das fadigas de esperar

Um amor p’ra a minha vida…

De esquecer o dedo em riste

De quem gosta de acusar

De poder mexer na terra

Dos canteiros de Saudades

Colher lírios de Lembranças 

Em silêncio triste.

É ali que a lágrima é ligeira

Por ser passageira

Sentir a brisa que cicia

Nos ouvidos da ramada

Quando vem adornada de alegria  

Nunca maculada, pois, desde o seu nascimento

Está revestida de alento

Coberto de Heras esse jardim

Mais secreto se faz ainda

Ao me trazer aromas de jasmim

Que perfumam o meu Ser desde muitas Eras…

Quando é tempo de Primavera

São as rosas antálgicas que me curam

A ansiedade da véspera.

Abatida em meu horto

Hortênsias transmutam as mágoas

Em Oasis de reconforto

Mas, do meu jardim, são as quedas d’águas

Que me ensinam a extrair forças

Das inevitáveis quedas minhas

O meu secreto jardim e eu  

Temos a mesma face, simplesmente:

Tanto semeamos quanto florescemos

Tardiamente!

 

 Simplesmente Lu…( Maria Lucia)

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 
 
O Meu Jardim Secreto
 
Nem a profundeza do tempo
Nem a tirania da paixão
Tão pouco o insensível desprezo
Vai tirar-me a razão.
 
Sou o gravitar do amor.
Com todos os matizes e cores
Perfumes em todas as flores
Do teu jardim secreto.
 
Quando fechares os olhos
Serei eu habitando as vielas tua?
Quando olhares o céu eu serei o teu anelo?
Isso pelo muito que te quero.
 
Minha alma quer enfeite,
Não há flor que não lhe deite.
São desse amor manifesto
É o meu jardim secreto.
 
Denise Figueiredo
 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

Os nossos agradecimentos ao Júri do mês de Março 

 

Aleatoriamente escolhido entre os amigos de Rascunhos & Sentimentos

 

Anita de Castro
 
 
 
Céu
 
 
 
Maria Isabel Soares
 
http://cid-f0864842a675d297.spaces.live.com/
 

•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°•°

 

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Ciranda Poética – “O meu Jardim Secreto” – Participantes

  1. Celina diz:

    Todos positívos, os comentários seriam certamente muitos. Ou todos. Alegro-me por ver que a Poesia segue a largos passose que tem tido tão boa acolhida da parte dos que teem admiração por ela e que a sabem apreciar. Está em formação, com certeza, uma pleiade de novos poetas que só podem engrandecer com sua herança, as Letras do Brasil.Parabéns, portanto,"Ciranda Poética", patrocinando este encontro. Rendo minha homenagem a todos e os abraço com carinho.Celina.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s